Arquivo para amor

Ela se foi duas vezes para mim.

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , on agosto 25, 2012 by b.c.

Meu apartamento vazio como sempre.

Desde que ela se foi, não vejo mais graça nas coisas. É tudo tão vazio, até as ruas que dizem estar lotadas de pessoas. Mas eu procuro, procuro e não acho, não a acho ali. Talvez eu apenas fosse muito apegado. Só que é impossível não sentir falta do calor dela, dos carinhos e manhas, do cheiro do cabelo, do amor que ela dizia sentir por mim. Sei que devia estar com raiva por ela ter me deixado, mas não. Sinto apenas saudades.

Minha irmã ligou, minha antiga cunhada também. Todos me dão consolação. Tenho faltado meu trabalho, e que trabalho? Lá perto foi onde a conheci. Sentada no sofá vermelho-vinho do pequeno Café da esquina.

“- Posso sentar aqui? – disse por ver que o local estava todo ocupado – Perdão. Bom dia. Eu sou…”

Nesse dia ela disse que nunca iria esquecer meu nome. Então ela gravou o de outro homem há pouco tempo. E sei que ele também sente falta dela, porém não quanto eu sinto. Ele deve sentir falta dos gemidos que ela produzia ao estar na cama com ele. Canalha! Quer dizer… Não posso julgá-lo assim. Só porque, já eu, sinto falta de como ela sussurrava em meu ouvido o quanto estava feliz por eu estar ali com ela. Ela era tão especial. Se foi duas vezes pra mim.

Primeiro com ele. Depois com todos, com todos aqueles que me deixaram antes. Maldito acidente! Maldito carro! Maldito motorista bêbado! Maldita vida! Maldito eu por ter amado. Por ter amado alguém tão rápido, por ter deixado perder. Por tê-la deixado ir embora, ter entrado no carro e batido. Mas agora me diz, por que com ela? Poderia ter ido outra pessoa, talvez. Que tal o cara bêbado do outro carro? Mas não! Tinham que levar ela!

Só espero que ela durma o para sempre dela em paz. Comigo.

Me espere um pouco, meu amor.

Anúncios